Vinagrete

Ordem dos Médicos não colabora com Eutanásia

Nem outra coisa seria de esperar de uma organização representativa dos médicos, que fizeram o tal Juramento de Hipócrates: a garantirem que só farão actos médicos que conduzam a melhor saúde dos seus pacientes. E ainda bem que assim é. Por quem recorre e eles.

por Pedro d'Anunciação

A Ordem dos Médicos, na carta a explicar porque não colabora com o Parlamento na nova Legislação sobre a Eutanásia, disse não ter intenção de participar em nada que leve à dita eutanásia.

Nem outra coisa seria de esperar de uma organização representativa dos médicos, que fizeram o tal Juramento de Hipócrates: a garantirem que só farão actos médicos que conduzam a melhor saúde dos seus pacientes. E ainda bem que assim é. Por quem recorre e eles.

Já se sabe que individualmente os médicos acabam por fazer o que lhes der na gana, incluindo eutanásia, abortos e outros actos não médicos. Os nazis também conseguiram a colaboração de alguns para os seus intentos, nos campos de concentração (também conhecidos como campos da morte). E o Antigo Regime teve a colaboração de uns tantos nas suas prisões políticas, para disfarçarem e apoiarem o inadmissível por um médico. As Polícias de todo o mundo continuam a ter o seu apoio para as maiores manigâncias. E vimos como surgiu uma certidão de óbito de George Floyd a assegurar que ele morrera de morte natural.