Vida

Katy Perry chegou a pensar em suicídio após separação de Orlando Bloom

“Afundei-me. Tinha dado muito e literalmente quebrou-me ao meio”, recordou a cantora.

A cantora Katy Perry surpreendeu muitos fãs ao revelar que chegou a pensar em suicídio depois da sua separação do ator Orlando Bloom em 2017.

“Afundei-me. Tinha dado muito e literalmente quebrou-me ao meio, Tinha terminado com o meu namorado”, confessou a cantora, de 35 anos, no programa SiriusXM, da CBC.

A separação coincidiu também com um momento menos bom profissionalmente, o álbum que lançou nesse ano não teve muito sucesso. "A minha carreira estava nesta trajetória de crescimento, a evoluir e a evoluir, quando sofri esta virada, não muito grande da perspetiva exterior. Mas para mim foi calamitosa", explicou a cantora.

No entanto, a separação não durou muito e o casal viria a fazer as pazes ainda nesse ano e atualemente estão à espera do primeiro filho, uma menina que nascerá em breve.

Ao recordar os momentos difíceis, Katy Perry sublinha que foi a sua fé e o sentido de gratidão que lehe salvaram a vida.

“A gratidão é provavelmente aquilo que me salvou a vida, porque se não a tivesse encontrado tinha mergulhado na minha própria tristeza e provavelmente tinha saltado”, começou por dizer a cantora. “Mas encontrei forma de estar grata. Se as coisas se tornam muito difíceis eu digo: ‘estou grata’, ainda que esteja mal. A esperança sempre foi uma opção para mim, pela minha relação com Deus. Algo que é maior do que eu”, explicou.

Agora, Katy Perry, quase no fim da gestação, não podia estar numa fase mais positiva da sua vida, no entanto reconhece que a saúde mental é uma questão que obriga a uma atenção e um desnvolvimentos contínuos e contantes.