Economia

Alteração dos emissores de TDT recomeça a 3 de agosto em Palmela

Processo tinha sido interrompido em março devido à pandemia de covid-19.

O processo de migração da rede de televisão digital terrestre vai recomeçar no dia 3 de agosto, com a alteração do emissor de Palmela, anunciou a Autoridade Nacional de Comunicações, a Anacom.

Esta alteração regressa depois de ter sido suspensa em março devido à pandemia de covid-19. Nessa altura já tinham sido alterados 63 emissores, de um total de 243.

A migração da rede de TDT, necessária para se proceder à libertação da faixa dos 700MHz para o 5G, explica a Anacom, vai terminar a 12 em dezembro e abrange a alteração de mais 180 emissores.

Até agora, o número de chamadas atendidas no call center da TDT, que a ANACOM criou para apoiar a população (nº gratuito 800 102 002), ronda as 21 mil chamadas, tendo sido necessário apoiar presencialmente as pessoas a fazerem a migração em 1052 situações.

No dia 3 de agosto, quando for alterado o emissor de Palmela, as pessoas que recebem o sinal de televisão através deste emissor ficarão com o ecrã da televisão a negro, nesse momento apenas será necessário fazer a sintonia da televisão ou do descodificador de TDT e continuarão a ver televisão gratuitamente, como tem acontecido até agora.