Sociedade

Operação Suini-Fatura decorre em Leiria, Tomar e Montijo

Em causa está a alegada venda de animais vivos e de carne sem a respetiva emissão de fatura.

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) deu início, esta terça-feira, a várias buscas nas regiões de Leiria, Tomar e Montijo. De acordo com um comunicado publicado no site oficial da AT, em causa estão suspeitas da "prática de atos possíveis de configurar ilícitos criminais de Fraude e Fraude Qualificada".

As buscas, realizadas por 21 inspetores da AT e oito peritos do Núcleo de Informática Forense, relacionam-se com a venda de animais vivos e de carne sem a respetiva emissão de fatura - ação que diminiu os montantes de imposto a entregar ao Estado. Também estão presentes nos locais 32 elementos da Polícia de Segurança Pública, e alguns elementos do SEF e da ASAE.

No âmbito da operação Suini-Fatura estão a ser cumpridos 24 mandados de busca, cinco dos quais são de buscas domiciliárias. Segundo as autoridades, as diligências estão a decorrer em sedes de sociedades e instalações pecuárias, veículos automóveis, habitações e agências bancárias e têm como objetivo a recolha de prova da prática dos crimes de fraude e fraude qualificada, bem como dos crimes de branqueamento e falsificação de documentos.

Ainda segundo a Autoridade Tributária, "as investigações são da responsabilidade e têm a direção do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), cuja intervenção direta na Operação se traduz na presença de dois Magistrados do Ministério Público e um Magistrado Judicial nos locais de busca".