Internacional

Feriado de 4 de Julho nos EUA com o maior fogo-de-artifício de sempre e distribuição de máscaras (mas só para quem desejar)

Para o evento vão ser distribuídas cerca de 300 mil máscaras, mas apenas para quem desejar, uma vez que ninguém será obrigado a usá-las.

A celebração do feriado nacional dos Estados Unidos, que se assinala a 4 de julho, no Parque Nacional, em Washington, vai ter um dos maiores fogos-de-artifício já visto no país.

Para o evento vão ser distribuídas cerca de 300 mil máscaras, mas apenas para quem desejar, uma vez que ninguém será obrigado a usá-las. Já Donald Tump utilizou o Twitter para falar no feriado nacional do país, mas deixou de fora referências a máscaras ou sequer à pandemia.

"Este vai ser, sem dúvida, um acontecimento especial", disse o Presidente norte-americano.

Em comunicado, o secretário do Interior, David Bernhardt, disse que as celebrações, que vão ser focadas na área militar pelo segundo ano consecutivo, vão contar com um "espetáculo aéreo único".

"A Saudação à América 2020 do Presidente Trump vai ser um tributo patriótico aos nossos homens e às nossas mulheres em uniforme", disse, acrescentando que ao longo de quase dois quilómetros estão espalhados cerca de 10 mil dispositivos de fogo. O “maior” fogo-de-artifício “na memória recente”.

Recorde-se que Donald Trump tem sido criticado por pressionar a realização de grandes campanhas e outras reuniões públicas, como as comemorações no feriado de 04 de Julho, numa altura em que o mundo luta contra uma pandemia.

Os Estados Unidos são o país mais afetado pela covid-19 em termos de número de mortes e de casos, com 128.421 mortes para 2.713.195 casos.