Internacional

Caracas afinal não vai expulsar representante da UE

Os diplomatas concordaram que nesta altura era de maior importância manter "a cooperação entre ambas as partes".

As autoridades venezuelanas recuaram na decisão de expulsar a representante da UE no país, a diplomata portuguesa Isabel Brilhante Pedrosa.

Em comunicado, o Alto Representante da UE para a Política Externa, Josep Borrell, e o ministro para as Relações Externas da Venezuela, Jorge Arreaza, concordaram manter “relações diplomáticas, numa altura em que a cooperação entre ambas as partes pode facilitar os caminhos do diálogo político”.