Sociedade

Número diário de mortes é o mais alto do último mês. Concelho de Cascais ultrapassa os mil casos

Desde o dia 3 de junho, quando também se registaram 11 mortes, que o número diário de óbitos não era tão elevado. Desde então, só a 5 de junho houve um número de óbitos com dois dígitos, quando se registaram 10 mortes.

Segundo o boletim da situação epidemiológica em Portugal, revelado esta sexta-feira pela DGS, já morreram 1.598 pessoas infetadas com o novo coronavírus, desde o início do surto no país, mais 11 óbitos face ao boletim de ontem, o número diário de mortos mais alto desde 3 de junho, quando também se registaram 11 mortes. Estas mortes representam um aumento de 0,7% do número total de vítimas mortais.

Nas últimas 24 horas foram confirmados mais 374 novos casos, elevando o total de diagnósticos positivos para 43.156 – uma taxa de crescimento de 0,87%. Dos novos casos de infeção, 300 foram diagnosticados na região de Lisboa e Vale do Tejo, o que corresponde a 80,2% do total. No balanço de ontem a mesma região era responsável por 69,7% dos novos contágios.

O número de recuperados voltou a subir e situa-se agora nos 28.484, depois de mais 387 pessoas terem sido consideradas recuperadas nas últimas 24 horas.

Há 495 doentes internados, menos 15 do que ontem, dos quais 72 estão em Unidades de Cuidados Intensivos, menos cinco face ao último balanço.

A aguardar resultados laboratoriais estão 879 pessoas e as autoridades de saúde têm em vigilância 31.433 contactos.

Entre os concelhos do país com mais de mil infetados destacam-se, por ordem decrescente: Lisboa, com 3.584, Sintra, com 2.815, Loures, com 1.887, Amadora, com 1.773, Vila Nova de Gaia, com 1.670, Porto, com 1.414, Matosinhos, 1.292, Braga, com 1.256, Gondomar, com 1.093, Odivelas, com 1.157, e Cascais, com 1.041. O concelho de Cascais ultrapassou esta sexta-feira os mil casos.

Óbitos:

1 homem e 1 mulher entre os 20 e os 29 anos;
1 homem e 1 mulher entre os 30 e os 39 anos;
10 homens e 9 mulheres entre os 40 e os 49 anos
37 homens e 15 mulheres entre os 50 e os 59 anos;
99 homens e 46 mulheres entre os 60 e os 69 anos;
187 homens e 122 mulheres entre os 70 e os 79 anos;
464 homens e 605 mulheres com mais de 80 anos.
799 óbitos do sexo masculino e 799 do sexo feminino

Consulte aqui o boletim na íntegra.

 

Nota: O boletim desta sexta-feira não continha a caracterização do casos confirmados.