Economia

Preço das casas com maior aumento homólogo desde 2007 na zona euro

Neste período, Portugal apresentou aumentos nos preços das casas de 10,3%, em comparação com o primeiro trimestre de 2019, e de 4,9%, face ao trimestre anterior.

O preço das casas na zona euro teve o maior aumento homólogo desde 2007 durante o primeiro trimestre de 2020, com Portugal a registar a maior subida trimestral e a quinta maior face a janeiro-março de 2019, segundo divulgou esta quarta-feira o Eurostat.

O preço das casas subiu 5% na zona euro nos primeiros três meses do ano, em comparação com o mesmo período de 2019 – o que representa a maior subida desde o segundo trimestre de 2007 – e 5,5% na União Europeia (UE). Em comparação com o trimestre anterior (outubro a dezembro de 2019), o preço das casas aumentou 0,9% na zona euro e 1,2% na EU neste período, segundo o gabinete estatístico europeu.

As maiores subidas foram registadas no Luxemburgo (14,0%), na Eslováquia (13,3%), na Estónia (11,5%), na Polónia (11,3%) e em Portugal (10,3%). A única foi registada na Hungria (-1,2%).

Portugal apresentou ainda a maior subida em cadeia dos preços das casas, com um aumento de 4,9% em comparação com o trimestre anterior. Estónia (4,8%) e Eslováquia (4,0%) também viram os preços das casas crescer de forma significa durante este período, com Malta (-4,3%), Hungria (-1,1%), Irlanda (-0,8%) e Bélgica (-0,1%) a apresentarem recuos no indicador.