Sociedade

Abertura de fronteiras. Finlândia de portas fechadas para Portugal

Bélgica e Escócia abrem portas aos turistas portugueses, com a condição de realizarem quarentena no país.

O Governo finlandês anunciou, esta quarta-feira, a reabertura de fronteiras para turismo a 17 países europeus, dos quais Portugal está excluído. 

O critério utilizado foi a taxa de infeção, ou seja, o país só abrirá portas para o turismo aos países que, nos últimos 14 dias, tenham registado menos de oito casos por cada 100 mil habitantes. 

Em 13 de Julho a reabertura de fronteiras aplica-se aos Países Baixos, Bélgica, Itália, Áustria, Grécia, Malta, Alemanha, Eslováquia, Eslovénia, Hungria, Liechtenstein, Suíça, Chipre, Irlanda, Andorra, São Marinho e Vaticano.

A medida entra em vigor a partir de 13 de julho e será revista, segundo um comunicado emitido pelo Executivo do país, a cada duas semanas. A Finlândia já tinha aberto as suas fronteiras no dia 15 de junho a outros doze países. Também esta lista foi revista, tendo saído a Croácia.

Cidadãos do espaço Schengen e do Reino Unido podem viajar para a Finlândia à procura de trabalho, por motivos familiares ou qualquer outro motivo considerado "essencial".

Também a Escócia anunciou esta quarta-feira uma lista com 39 países considerados seguros. Os passageiros oriundos destes 39 países, não terão que realizar uma quarentena obrigatória à chegada ao país. Portugal encontra-se também excluído desta lista.

Também hoje a Bélgica emitiu uma lista dos países que estão sujeitos a quarentena obrigatório à chegada, na qual Portugal está incluído.