Sociedade

MP acusa estrangeiro com covid-19 de desobediência agravada por violar confinamento em Lagos

Jovem, de 20 anos, infetado com o novo coronavírus, foi apanhado a conduzir.


O Ministério Público (MP) de Lagos acusou um homem pelo crime de desobediência agravada por violar o confinamento obrigatório que lhe tinha sido imposto por estar infetado com covid-19.

“O Ministério Público da secção de Lagos do DIAP de Faro deduziu acusação para julgamento em processo abreviado contra um homem de 20 anos de idade, de nacionalidade estrangeira, pela prática de um crime de desobediência agravada”, lê-se numa nota publicada esta quinta-feira na página da Internet da Procuradoria da Comarca de Faro.

Segundo a acusação, “o arguido foi detetado pela PSP no passado dia 26 de junho a conduzir um veículo automóvel na rua, violando desse modo a obrigação de confinamento obrigatório no seu domicílio que lhe tinha sido imposta pela autoridade de saúde local. O arguido havia sido submetido a teste à infeção por SARS coV2, com resultado positivo".

 

Os comentários estão desactivados.