Sociedade

Portugal teve a 5.ª menor taxa de natalidade da UE em 2019

Registou-se um recuo face a 2018.

Em 2019, Portugal teve a quinta menor taxa de natalidade da União Europeia (UE), com 8,4 nascimentos por mil habitantes.

Os dados, divulgados esta sexta-feira pelo Eurostat no âmbito do Dia Mundial da População, que se assinala no sábado, foram registados 4,2 milhões de nascimentos na UE durante o ano passado. Este número representa um recuo de 2,2% face a 2018.

O país com a maior taxa de natalidade da UE em 2019 foi a Irlanda, com 12,1 nascimentos por mil habitantes. Segue-se a França, com 11,2 nascimentos por mil habitantes, a Suécia, com 11,1 o Chipre, com 10,9 e a Estónia, com 10,6.

Quanto ao países da UE com menor taxa de natalidade, onde se inclui Portugal, Itália foi o país com o pior registo, com 7,90 nascimentos por mil habitantes. Segue-se a Espanha, com 7,6, a Grécia, com 7,8, a Finlândia, com 8,3, e Portugal, com 8,4.

Segundo os dados do gabinete estatístico europeu, estima-se que, em 2020, a população da EU seja de 447,7 milhões de habitantes - um recuo de 12,8% face aos 513,5 de 2019 e que se pode explicar com a saída do Reino Unido.

Em 2019, continuaram a registar-se mais óbitos do que nascimentos, tendência que vem desde 2012. Registaram-se 4,7 milhões de óbitos e 4,2 milhões de nascimentos.