Economia

MEO reage à acusação da AdC e diz que irá refutar todas as acusações que lhe são dirigidas

"Lançaremos mão a todos os mecanismos de defesa que a ordem jurídica nos confere e iremos até à última instância e últimas consequências no esclarecimento de toda a verdade", garante a empresa de telecomunicações.

A MEO já reagiu à acusação da Autoridade da Concorrência (AdC), tornada pública este sábado, sobre a criação de um alegado cartel com a MEO, a NOS, o NOWO e a Vodafone para limitar a concorrência em publicidade no motor de busca Google, em prejuízo dos consumidores e em prol do seu negócio, e confirmou ter sido notificada com uma nota de Ilicitude, o que põe fim á fase de inquérito e dá início à fase de instrução do processo, onde as empresas visadas podem falar e defender-se das acusações em causas. 

A empresa pertencente à Altice Portugal garante que irá dar resposta à notificação, "convicta da sua inocência" e "refutando todas as acusações que lhe são dirigidas", pode ler-se numa nota enviada às redações. A MEO sublinha ainda "repudiar veementemente a forma como estes processos vêm a público causando danos à imagem e bom nome das Empresas" e que em "menos de 12 horas após a notificação, já a imprensa o noticia". 

"Por coerência deveria esta autoridade tornar público, com a mesma celeridade mediática que a carateriza, do arquivamento por falta de fundamento neste mesmo inquérito que também visava a Altice Portugal, facto este que estamos convictos que acontecerá uma vez mais em relação à MEO no presente processo. Isto sim demonstraria coerência na comunicação pública", remata a empresa de telecomunicações. 

"Lançaremos mão a todos os mecanismos de defesa que a ordem jurídica nos confere e iremos até à última instância e últimas consequências no esclarecimento de toda a verdade", garantem.