Sociedade

MAI envia condolências à família e amigos de bombeiro que morreu em Leiria

Eduardo Cabrita, ministro da Administração Interna, lamentou a morte de Filipe Pedrosa, de 34 anos.

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, reagiu este sábado à noite à morte de Filipe Pedrosa, bombeiro de 34 anos que morreu após uma paragem cardiorrespiratória durante a fase de rescaldo de um incêndio na freguesia de Arrabal, em Leiria. Em comunicado, o ministro enviou sentidos pêsames à família e amigos.

"Foi com um sentimento de profunda consternação que recebi a notícia do falecimento do bombeiro Filipe Pedrosa, do Corpo de Bombeiros Voluntários de Leiria, vítima de doença súbita, durante as operações de vigilância ao incêndio que esta tarde deflagrou em Leiria. Endereço os meus sentidos pêsames à família, amigos e ao Corpo de Bombeiros Voluntários de Leiria", pode ler-se na nota divulgada, na qual é relembrado o trabalho realizado pelos bombeiros nestes dias de maior calor.

"Neste momento de pesar para todos os portugueses relembro, com gratidão, a forma sempre generosa e abnegada com que os bombeiros do nosso país integram este esforço nacional da defesa da floresta contra incêndios", sublinhou Eduardo Cabrita.

O operacional dos bombeiros voluntários de Leiria, recorde-se, encontrava-se no local do incêndio quando se sentiu mal, tendo ficado insconsciente.

O óbito foi confirmado no hospital.