Sociedade

Dona dos canis de Santo Tirso tinha mais animais em Valongo. Populares resgataram-nos

Um elemento de uma das associações disse que a proprietária terá ameaçado matar os animais caso invadissem a propriedade.


Vários animais foram retirados de um canil de Sobrado, em Valongo, depois de se ter espalhado a mensagem de que a proprietária do local era também a dona dos canis, localizados em Santo Tirso, onde morreram, pelo menos, 52 cães e dois gatos, na madrugada de domingo, vítimas de um incendio.

Dezenas de pessoas, algumas membros de associações de animais, reuniram-se à porta da mulher para exigir que os animais fossem retirados do canil em Valongo. Populares acabaram por agir e resgataram 20 cães e 10 gatos dedois canis ilegais, em Sobrado, sem qualquer tipo de condições de higiene, de acordo com o Jornal de Notícias. "Estavam em condições nauseabundas. Estavam em completo abandono, sem comida, sem água, sem acesso ao exterior. Sem qualquer tipo de cuidado de qualquer ser vivo”, disse uma popular, em declarações à TVI.

Um elemento de uma das associações disse que a proprietária terá ameaçado os populares que iria matar os animais caso estes invadissem a propriedade. Com a chegada das autoridades e do veterinário municipal da Câmara de Valongo, a mulher acabou por ceder e deixar que os populares intervissem, disse o membro da associação ao Jornal de Notícias. 

 

 

Os comentários estão desactivados.