Politica

Marcelo diz que acordo do Conselho Europeu é "excelente" para Portugal

Portugal vai receber 45,1 mil milhões de euros em transferência a fundo perdido até 2027.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, já reagiu ao acordo dos 27 líderes do Conselho Europeu, sobre o Fundo de Recuperação, fechado na madrugada desta terça-feira, e diz que este é um resultado "histórico", elogiou a decisão dos líderes dos estados-membros e diz que a União Europeia mostrou a "sua força" e que este acordo é "excelente" para o país. 

Numa nota partilhada no portal da  Presidência da República, Marcelo Rebelo de Sousa afirma que "ao acordar um orçamento de mil oitocentos e vinte mil milhões de euros para os próximos sete anos, a União Europeia dá prova da sua força e da sua dinâmica, da capacidade de decidir democraticamente no diálogo, difícil mas profícuo, entre os seus 27 Estados-membros, no respeito de todos e na procura dos interesses comuns".

"Para Portugal é também um excelente resultado com uma perspetiva de vir a receber mais de 45 mil milhões de euros, uma ajuda determinante para combatermos a crise social e económica que a pandemia provocou, que deveremos usar com rigor e critério, constituindo uma nova esperança para o futuro de todos nós", acrescenta o Presidente da República.

Depois de cinco dias de negociações, o Conselho Europeu chegou a um acordo final sobre o Fundo de Resolução em Bruxelas, esta madrugada, anunciou o presidente do Conselho, Charles Michel, através da sua conta oficial de Twitter. Os líderes dos 27 Estados-membros aprovaram um Fundo de Recuperação de 750 mil milhões de euros para ajudar os países da UE a recuperarem da crise provocada pelo aparecimento da covid-19 e um novo orçamento plurianual. Portugal vai receber 45,1 mil milhões de euros em transferência a fundo perdido até 2027.