Politica

Debates. Costa passa a ir ao Parlamento de dois em dois meses

PS e PSD aprovaram novas regras sobre as presenças obrigatórias do primeiro-ministro no Parlamento. Acabaram os debates quinzenais doze anos depois.

PS e PSD aprovaram sozinhos as alterações aos debates com presença obrigatória do primeiro-ministro esta terça-feira. Nas votações indiciárias do grupo de trabalho criado para o regimento do Parlamento ficou definido que o primeiro-ministro passará a ir ao Parlamento de dois em dois meses.

A proposta, que teve por base um texto do PS, teve os votos contra do Bloco de Esquerda, PCP, CDS, PAN, Iniciativa Liberal e da deputada não-inscrita Joacine Katar Moreira.

A versão final irá a votos em plenário amanhã, dia 23 e as novas regras devem entrar em vigor já em setembro.

O primeiro debate quinzenal realizou -se em janeiro de 2008.