Economia

Ryanair vai encerrar a sua base em Frankfurt

A companhia aérea de baixo custo irlandesa justifica a decisão com medidas “para reduzir as perdas” geradas na empresa na sequência da pandemia. A Ryanair planeia também encerrar as bases dos aeroportos de Berlim (Tegel) e Dusseldorf até ao final do verão.

 A companhia irlandesa Ryanair anunciou esta quarta-feira o encerramento da sua base em Frankfurt, na Alemanha, depois da recusa dos pilotos de baixarem os seus salários.

De acordo com estação britânica BBC, citada pela EFE, a companhia aérea de baixo custo planeia também encerrar as bases dos aeroportos de Berlim (Tegel) e Dusseldorf até ao final do verão.

A Ryanair terá enviado um comunicado aos seus pilotos a comunicar o encerramento e onde explica que estas medidas são tomadas “para reduzir as perdas” geradas na companhia na sequência da diminuição dos voos no atual contexto de pandemia da covid-19. O impacto desta decisão no número de empregos perdidos é ainda desconhecido.

A companhia em maio anunciou um plano de restruturação onde previa o despedimento de 3000 trabalhadores na Europa.

No início de julho, 96% dos pilotos da Ryanair aceitou um corte nos seus salários para salvaguardar os postos de trabalho que estavam ameaçados de despedimento.

Dias depois, o pessoal de cabine uniu-se a esta iniciativa, aceitando reduzir os seus salários nos próximos quatro anos para "evitar o desaparecimento de centenas de empregos".