Internacional

Jovem mata talibãs que assassinaram os seus pais

Uma adolescente do Afeganistão matou dois talibãs depois de terem assassinado os seus pais. A sua história está a tornar-se viral na internet.

Qamar Gul, uma adolescente do Afeganistão, podia ser o nome de uma protagonista de um filme realizado por Kathryn Bigelow, responsável por dramas de guerra como The Hurt Locker ou Zero Dark Thirty, contudo, ela e a sua história de vingança são bem reais.

A jovem está a tornar-se uma sensação na internet depois de ter matado com uma AK-47 os assassinos dos seus pais.

Este conto de vingança aconteceu na semana passada, na sua aldeia, na província central de Ghor. Depois de ter sido invadida por um grupo de 40 talibãs, que estavam à procura do seu pai, o chefe da vila, por, alegadamente, ser um apoiante do Governo, a jovem ainda recusou que estes homens entrassem na sua casa, mas, à força, os combatentes contrariaram a sua vontade. Arrastaram o pai de Gul para a rua e mataram-no, assim como a sua mãe, após esta ter resistido à violência dos talibãs.

Segundo descreve o chefe da polícia local, Habiburahman Malekzada, à AFP, a jovem reagiu imediatamente. “Qamar Gul, que estava dentro de casa, pegou numa arma AK-47 que a família tinha e matou primeiro os dois talibãs que mataram os seus pais e depois feriu alguns outros”.

Durante uma hora, a adolescente e o seu irmão, Habibullah, lutaram contra o grupo de talibãs que atacava a sua casa, até que uma milícia apoiante do Governo e alguns moradores da aldeia conseguiram afastar os homens que mataram os pais dos jovens.

Depois deste confronto, as forças de segurança afegãs levaram Gul, que, segundo diferentes autoridades, tem entre 14 e 16 anos (é comum que muitos afegãos não saibam a idade exata) e o irmão mais novo para um lugar mais seguro, explicou Mohamed Aref Aber, porta-voz do governador da província.

Um porta-voz do governador regional, citado pelo Guardian, explicou que os dias que se seguiram não foram fáceis para os dois irmãos. “Estavam em choque durante os primeiros dois dias, mas estão em muito melhor estado agora. Dizem: ‘Isto era o nosso direito, pois não tínhamos de viver sem os nossos pais’”. De forma a evitar retaliações, as crianças vão ficar sob proteção oficial. Segundo o Governo regional, o único parente próximo dos irmãos é um meio-irmão que vive na mesma aldeia.

Nos dias que se seguiram à retaliação de Gul, a jovem e a sua história de vingança tornaram-se virais na internet, depois de ter sido divulgada uma fotografia sua com a AK-47 ao colo e um lenço na cabeça.

As autoridades elogiaram a coragem dos irmãos e o Presidente afegão, Ashraf Ghani, convidou-os para fazerem uma visita ao palácio presidencial.

Os talibãs matam regularmente aldeões que suspeitam ser informadores do Governo e, nos últimos meses, os militantes intensificaram os seus ataques contra as forças de segurança, apesar de concordarem em negociar a paz com Cabul para terminar as décadas de guerra no Afeganistão.

Nas últimas semanas, os talibãs promoveram alterações na sua liderança, com Mohammad Yaqoob, filho do fundador do movimento, a ser designado como responsável da sua ala militar.