Economia

Procura por "trespasse" no OLX cresce 60% em maio

Andreia Pacheco, brand manager do OLX Portugal, afirma que as conclusões evidenciam "as dificuldades de muitos", mas também "a oportunidade que este contexto pode significar para tantos outros”.

O OLX divulgou um estudo sobre a evolução da procura e oferta de trespasses na plataforma, ao longo dos primeiros cinco meses do ano Os dois indicadores caíram, sobretudo, durante o estado de emergência, e aumentaram a após o início do desconfinamento.

As conclusões indicam que o número de pessoas que pesquisaram pela palavra “trespasse” na plataforma subiu 60% em maio, face ao mês anterior – de um total de 1199 em abril para 1921 em maio. Por outro lado, entre janeiro e abril registou-se uma quebra de 56% neste indicador.

Em relação à oferta, o número de anúncios ativos passou de 2110 em abril para 2416 em maio (+15%). No que toca aos novos anúncios, a subida registada é de 38%.

O relatório indica ainda que Lisboa (55%) e Porto (25%) e Setúbal lideram o ranking dos distritos do país com maior procura nos primeiros cinco meses de 2020.

Andreia Pacheco, brand manager do OLX Portugal, afirma que “ao longo dos primeiros quatro meses do ano verificámos uma diminuição tanto na procura (mais acentuada) como na oferta de trespasses. O setor da restauração, hotelaria e turismo foi, provavelmente, o mais afetado pela crise desencadeada pela pandemia, por isso acaba por ser natural que, em maio, com o desconfinamento, se tenha registado uma subida de ambos os indicadores, o que evidencia as dificuldades de muitos e a oportunidade que este contexto pode significar para tantos outros”.