Politica

Aprovado o fim dos debates quinzenais com o primeiro-ministro

A proposta foi aprovada com votos do PS e PSD e todos os outros partidos votaram contra. Ainda entre os socialistas houve 21 votos contra e entre os sociais-democratas houve 5 no mesmo sentido. No Partido socialista, houve ainda cinco abstenções.

O Parlamento aprovou, esta quinta-feira, o fim dos debates quinzenais com o primeiro-ministro, que passarão a ocorrer de dois em dois meses.

A proposta foi aprovada com votos do PS e PSD e todos os outros partidos votaram contra. Ainda entre os socialistas houve 21 votos contra e entre os sociais-democratas houve 5 no mesmo sentido. No Partido socialista, houve ainda cinco abstenções.

A proposta acertada entre os dois maiores partidos gerou polémica tanta na bancada socialista como na social-democrata. Esta quinta-feira, o socialista Jorge Lacão manifestou o seu voto contra a proposta de alteração, mas a líder parlamentar garantiu que "num ano parlamentar de dez meses, dez vezes são as vezes que o primeiro ministro estará a prestar contas no Parlamengto".

Do lado do PSD, Margarida Balseiro Lopes, Pedro Rodrigues e Alexandre Poço foram as vozes mais críticas a esta proposta de alteração.