Sociedade

Covid-19. Há quatro meses que não se registava um número tão baixo de internamentos

As mortes foram registadas na região de Lisboa e Vale do Tejo (6) e no Alentejo (1).

Segundo o boletim da situação epidemiológica em Portugal, revelado esta sexta-feira pela DGS, já morreram 1.712 pessoas infetadas com o novo coronavírus desde o início do surto no país. Nas últimas 24 horas morreram mais do dobro das pessoas registadas no boletim de ontem. Enquanto no boletim de quinta-feira havia três mortes registadas, no de hoje há mais sete óbitos. Seis dos óbitos foram registados na região de Lisboa e Vale do Tejo, enquanto a sétima foi registada no Alentejo.

Também o número de novos casos de infeção continuam a aumentar. Desde ontem, que foram registadas 313 novos casos de covid-19, mais 84 dos que foram registados no último boletim. No total, já 49.692 pessoas foram infetadas pelo novo coronavírus.

A maioria dos casos de covid-19 continua a ser registada na região de Lisboa e Vale do Tejo, e, esta sexta-feira, esta maioria é de 80,8% (o que representa 253 da totalidade dos casos). Em relação a quinta-feira, houve uma subida, tendo em conta que ontem esta percentagem era de 75,1%.

Nas últimas 24 horas, 318 pessoas foram consideradas como recuperadas, elevando assim o número de pacientes recuperados para  34.687. 

Há ainda 420 internados em Portugal, dos quais 52 se encontram em Unidades de Cuidados Intensivos.

Segundo Marta Temido, nunca houve um número tão baixo de pessoas hospitalizadas com covid-19 desde o passado dia 24 de março - esta sexta-feira foram registadas 420 pessoas internadas em unidades de saúde

A aguardar resultados laboratoriais estão ainda 1.544 pessoas e as autoridades de saúde têm em vigilância 34.870 contactos, menos 96 do que na quinta-feira.

Lisboa continua a ser o concelho com maior número de infetados, com 4.240 casos confirmados, seguindo-se Sintra com 3.476, Loures com 2.197, Amadora com 2.090, Vila Nova de Gaia com 1.786, Porto com 1.437, Odivelas com 1.425, Matosinhos com 1.313, Cascais com 1.302, Braga com 1.265, Gondomar com 1.102 e Oeiras com 1.030.

Sublinhe-se que destes 12 concelhos com mais de mil diagnósticos positivos, sete ficam na Grande Lisboa. A estes concelhos poderá vir a somar-se brevemente Vila Franca de Xira, que já regista 973 infetados.

Casos Confirmados

929 meninos e 784 meninas com menos de 10 anos;

1.048 rapazes e 1.195 raparigas entre os 10 e os 19 anos;

3.496 homens e 4.072 mulheres entre os 20 e 29 anos;

3.851 homens e 4.259 mulheres entre os 30 e 39 anos;

3.668 homens e 4.551 mulheres entre 40 e os 49 anos;

3.237 homens e 4.312 mulheres entre os 50 e os 59 anos;

2.366 homens e 2.633 mulheres entre os 60 e 69 anos;

1.632 homens e 1.842 mulheres entre os 70 e os 79;

1.861 homens e 3.889 mulheres casos com mais de 80 anos;

41 homens e 26 mulheres cujo grupo etário é desconhecido

22.129 casos do sexo masculino e 27.563 do sexo feminino

Óbitos:

1 homem e 1 mulher entre os 20 e os 29 anos;

1 homem e 2 mulher entre os 30 e os 39 anos;

10 homens e 10 mulheres entre os 40 e os 49 anos

38 homens e 17 mulheres entre os 50 e os 59 anos;

104 homens e 48 mulheres entre os 60 e os 69 anos;

201 homens e 129 mulheres entre os 70 e os 79;

499 homens e 651 mulheres com mais de 80 anos

854 óbitos do sexo masculino e 858 do sexo feminino

Consulte o boletim na íntegra