Internacional

Palestina. Mesquita na Cisjordânia incendiada

A polícia israelita suspeita que esses ataques tenham sido conduzidos por israelitas ultranacionalistas.

DR  

Crime de ódio 
Uma mesquita na Cisjordânia foi incendiada e autoridades palestinianas acusam extremistas israelitas de terem cometido o crime. “A terra de Israel para as pessoas de Israel”, podia ler-se grafitado numa das paredes do monumento.

incêndio 
Imagens do local mostram uma casa de banho completamente incendiada com paredes queimadas e cinzas espalhadas pelo chão. O incêndio aconteceu depois de ter sido lançado um líquido inflamável por uma janela partida. O fogo foi extinto por bombeiros e residentes locais e não destruiu a zona onde são efetuados os rituais religiosos.

“Isto é racismo” 
O chefe das negociações e secretário-geral da Organização para a Libertação da Palestina, Saeb Erekat, lamentou este ataque e deixou acusações aos ultranacionalistas de Israel. “Isto é racismo e apartheid”. 

Ultranacionalista 
O slogan grafitado na parede da mesquita já tinha surgido em ataques dirigidos a monumentos do povo da Palestina. A polícia israelita suspeita que esses ataques tenham sido conduzidos por israelitas ultranacionalistas.