Vida

Madonna partilha informações falsas sobre covid-19 e Instagram não perdoa

Primeiro foi Donald Trump Jr., e depois a rainha da pop: celebridades partilharam vídeo no qual dizem que a vacina para a covid-19 já existe há meses, e que não são precisas máscaras de proteção para combater a doença.

O Instagram censurou um vídeo partilhado por Madonna, a partir do qual a cantora divulgava que já havia uma vacina para a covid-19. Na legenda do vídeo, que está associado a um grupo chamado America’s Frontline Doctors, a rainda pop escreveu que a vacina estava a ser mantida em segredo para deixar “os ricos ficarem mais ricos”. "Eles preferem deixar o medo controlar as pessoas e deixar os ricos mais ricos e os pobres mais pobres", lia-se na legenda, na qual Madonna escreveu que a tal vacina estaria disponível “há meses”.

De acordo com o Guardian, as imagens mostram uma médica americana a dizer que já tinha tratado 350 pacientes diagnosticados com covid-19 com hidroxixloroquina.

A rede social terá desfocado as imagens e colocado a legenda “informações falsas” e, segundo a mesma publicação, direcionou os leitores para uma página que desmentia a existência de uma vacina. Mais tarde, o vídeo foi eliminado.

Já esta terça-feira, Donald Trumo Jr. Ficou impossibilitado de utilizar a sua conta no Twitter durante 12 horas depois de ter partilhado o mesmo vídeo, no qual também havia quem defendesse que as máscaras de proteção não eram necessárias para travar a propagação da doença.

Segundo a publicação britânica, Annie Lennox terá deixado críticas a Madonna. "Isto é uma loucura! Não acredito que tu estejas a propagar este charlatanismo perigoso. Espero que o teu site tenha sido invadido e que estejas prestes a explicar isso", terá escrito a cantora.