Politica

"Nós sairemos à rua com o dobro da força para mostrar que Portugal não é racista"

André Ventura convoca contramanifestação para domingo.

André Ventura anunciou, esta quarta-feira, a convocação de uma “contramanifestação” em Lisboa. O encontro, agendado para domingo, decorrerá depois das concentrações antirracistas em homenagem ao ator Bruno Candé, assassinado no sábado passado, que estão agendadas para sexta-feira, em Lisboa e Coimbra, e no sábado, no Porto e Braga.

“Esta vai ser uma manifestação para cumprir o que prometemos: sempre que a esquerda sair à rua para dizer que Portugal é um país racista, nós sairemos à rua com o dobro da força para mostrar que Portugal não é racista. As ruas são da direita desde o aparecimento do Chega”, afirmou, avançando que espera “várias centenas de pessoas” vindas de todo o país para “encher a Praça do Município”.

O líder do Chega considerou que “o caso trágico do ator assassinado nada tem a ver com racismo”. Em comunicado, a família do homem de 39 anos, de origem guineense, referiu que “o seu assassino já o havia ameaçado de morte três dias antes, proferindo vários insultos racistas”.