Internacional

EUA ultrapassa a barreira das 150 mil mortes relacionadas com a covid-19

A Association of American Medical Colleges, uma associação de educação médica, já deixou o alerta: se o país não conseguir controlar a propagação da doença agora, arrisca-se a uma subida drástica no número de mortes para 'as várias centenas de milhar'

Os Estados Unidos ultrapassaram, esta quarta-feira, a barreira das 150 mil mortes provocadas pela covid-19. Nas últimas 24 horas, o país registou 949 mortes relacionadas com a doença, um registo que ainda não está fechado, de acordo com os dados oficiais, realizados pela Universidade John Hopkins. No total, já morreram, desde o início da pandemia, 150.034 pessoas no país.

Já na terça-feira os EUA tinham registado 1497 mortes relacionadas com a doença, números elevados que não eram registados desde o início de maio.

Neste momento, o país regista mais de um quinto do número de mortes a nível global. No total, já morreram por todo o mundo 668.364 pessoas devido à covid-19.

Segundo as autoridades sanitárias, o recorde de óbitos foi registado nos estados da Flória e da Califórnia e, segundo a Association of American Medical Colleges, uma associação de educação médica, se os EUA não conseguirem controlar a propagação da doença agora, o país arrisca-se a uma subida drástica no número de mortes, para “as várias centenas de milhar”.