Sociedade

"Saiu à pressa porque foi apanhada como alguém a comer doces da despensa". Ricardo Costa sobre Cristina Ferreira

Responsável considera que saída da apresentadora, embora com danos imediatos, tenha sido o melhor para a SIC.

O diretor de informação do grupo Impresa, ao qual pertence a SIC, não hesitou, numa entrevista ao jornal Público, em criticar a forma como Cristina Ferreira saiu da estação de Paço de Arcos para voltar à TVI.

Fosse nas criticas mais diretas ou nas mais veladas, Ricardo Costa foi arrasador com a apresentadora e ainda deixou um recado à Media Capital, empresa que detém a TVI.

"O que aconteceu mostra que mais tarde ou mais cedo acabaria por sair da SIC, provavelmente a 31 de julho: saiu à pressa porque foi apanhada como alguém a comer doces da despensa”, disse aquele responsável.

Ricardo Costa reconheceu que Cristina Ferreira é “importantíssima” na televisão em Portugal, mas considera que o caminho da apresentadora, “e que provavelmente mais ninguém o consegue neste país”, é o de ser uma marca própria, o que “mais tarde ou mais cedo é incompatível com uma estrutura empresarial de uma TV".

O responsável chegou a referir que a saída de Cristina Ferreira, em última análise, embora com "danos imediatos” para a SIC, tenha sido “melhor”, pois a estação arriscava ficar “dependente de uma pessoa, o que não faz sentido numa empresa”.

"Não sei se os próximos acionistas da Media Capital não acabarão por descobrir que são acionistas de uma [empresa] unipessoal da Cristina Ferreira”, atirou.

Sobre a concorrência direta entre Daniel Oliveira e Cristina Ferreira, que também assumirá o cargo de diretora de entretenimento, Ricardo Costa não hesita em dizer quem se sairá melhor.

"Não tenho dúvidas de que o Daniel Oliveira sabe mais do que a Cristina na visão geral e na mordernização da TV", sublinhou.