Politica

Dinamarca levanta restrições impostas a passageiros vindos de Portugal

Assim, o país junta-se "à Grécia, à República Checa, à Hungria, a Malta, à Roménia, à Bélgica e aos Países Baixos, no levantamento total ou parcial das referidas restrições", lê-se na nota.

A Dinamarca levantou, esta quinta-feira, as restrições à mobilidade que tinha imposto a passageiros oriundos do país. A medida, que entra em vigor este sábado, dia 1 de agosto, foi anunciada, em comunicado, pelo Ministério dos Negócios Estramgeiros.

Assim, Portugal junta-se "à Grécia, à República Checa, à Hungria, a Malta, à Roménia, à Bélgica e aos Países Baixos, no levantamento total ou parcial das referidas restrições", lê-se na nota.

O ministério tutelado por Augusto Santos Silva sublinhou que este levantamento destas restrições é um "reconhecimento da transparência da informação fornecida pelo nosso país relativamente à evolução da situação epidemiológica, bem como da evidência da capacidade de resposta do nosso Serviço Nacional de Saúde, que em nenhum momento deixou de garantir  acompanhamento às pessoas infetadas com Covid-19”.

Segundo se lê na nota, o país nórdico reconhece ainda a “evolução positiva da situação epidemiológica em Portugal, nomeadamente a capacidade para testar em larga escala, detetar os casos positivos, controlar a sua transmissão e tratá-los da forma mais adequada".

O país tinha anunciado, a 27 de junho, que não ia autorizar a entrada de passageiros oriundos de Portugal, independentemente da nacionalidade, sem a realização de quarentena.