Vida

Médicas de todo o mundo protestam contra estudo e partilham fotografias em biquíni

Os investigadores apelidam como "pouco profissionais" as médicas que partilham fotografias a beber bebidas alcoólicas ou em biquíni, entre outros comportamentos.

Vários profissionais de saúde estão a partilhar fotografias em biquíni em forma de protesto contra um estudo, publicado no Journal of Vascular Surgery, que refere que os pacientes podem escolher os médicos com base nas suas publicações nas redes sociais. 

Os investigadores apelidam como "pouco profissionais" as médicas que partilham fotografias a beber bebidas alcoólicas ou em biquíni, entre outros comportamentos. No estudo, os investigadores concluiram que 61 das 235 contas estudadas revelavam este tipo de conteúdo "potencialmente pouco profissional".

Revoltadas com a situação, que apelidaram de sexista e machista, médicas de todo o mundo começaram a partilhar fotografias em biquíni durante a quarentena provocada pela covid-19 e a colocar a hashtag #MedBikini. "Como eu me visto no meu tempo livre não dita a minha capacidade profissional", escreveu uma médica ao partilhar uma fotografia em biquíni.

Mesmo os médicos do sexo masculino também partilharam algumas fotos de tronco nu para mostrar o seu apoio às profissionais de saúde que foram alvo deste estudo.