Desporto

Taça. 'Boa noite tia Maria'

No dia 25 de junho de 1939 jogou-se, nas Salésias, a primeira final da Taça de Portugal. A Académica bateu o Benfica por 4-3.

Nessa noite, Coimbra não dormiu. Nem nessa nem na seguinte. A Académica acabara de viver o momento mais brilhante da sua história e, vencendo o Benfica nas Salésias por 4-3, conquistara a primeira edição da Taça de Portugal disputada sob este nome. A quadra multiplicava-se de boca em boca: «São horas de emalar a trouxa/Boa noite, Tia Maria/Que a Briosa ganhava a Taça/Obrigado! Já se sabia!» .Nada é mais forte do que o orgulho de um vencedor. Dava para esquecer, até, a dureza de uma partida disputada até ao fim com o entusiasmo e a garridice dos grandes jogos.

Mais de 30 mil pessoas estiveram nessa tarde nas Salésias. Albano Paulo, técnico dos estudantes, tinha a equipa preparada para a refrega: Tibério; José Maria Antunes e César Machado; Portugal, Faustino e Octaviano; Manuel da Costa, Alberto Gomes, Arnaldo Carneiro, Nini e Pimenta. Ficaram heróis. Só em 2012 houve quem fosse capaz de imitá-los.

O emblema em losango, com a torre da universidade, desenhado por um estudante de medicina, Fernando Ferreira Pimentel,brilhava intensamente ao sol inclemente de Lisboa. Havia uma espinha grande, de peixe das profundezas, enterrada na garganta dos coimbrões: a final do Campeonato de Portugal perdida para o Sporting em 1923 (0-3). A prova mudara de nome. Agora era Taça, assim à inglesa. O Benfica cometera a insolência de, nas meias-finais, ter eliminado o FCPorto, virando o resultado da primeira mão (1-6) para 6-0. Era um Benfica poderoso, comGaspar Pinto, Francisco Ferreira, Gustavo Teixeira, Francisco Albino, Espírito Santo, Alfredo Valadas e Rogério de Sousa. Uma máquina poderosa e goleadora. Até ao jogo derradeiro marcara 29 golos em seis jogos. Mas a Académica tivera a sua desforra, saborosa como poucas. Nas meias-finais, depois da derrota no Lumiar (0-2), despachara o Sporting no Campo de Santa Cruz por 5-2.

 

Leia o artigo na íntegra na edição impressa do SOL. Agora também pode receber o jornal em casa ou subscrever a nossa assinatura digital.