Sociedade

Homem manteve mãe fechada em casa e privada de alimentos durante dois anos. Vítima acabou por morrer

Supeito assistiu "impávido" ao degradar do estado de saúde da progenitora.

A Polícia Judiciária (PJ) deteve, através do Departamento de Investigação Criminal de Setúbal, um homem, de 53 anos, suspeito da prática do crime de homicídio qualificado.

Num comunicado emitido esta segunda-feira, a autoridade revela que a investigação efetuada permitiu apurar que o homem mantinha, há cerca de dois anos, a vítima, sua progenitora, com 82 anos, “fechada em casa e confinada ao quarto de dormir, privada de alimentos, bebida e cuidados de saúde, assistindo impávido ao degradar do seu estado, até à falência total dos órgãos vitais e consequente morte, no passado sábado”.

O detido será presente a primeiro interrogatório judicial, para aplicação das medidas de coação processual tidas por adequadas.