Sociedade

Homem que deixou mãe fechada durante dois anos "privada de alimentos, bebida e cuidados de saúde" fica em preventiva

A mulher de 82 anos acabou por morrer este sábado.

O homem, de 53 anos, detido por suspeitas do crime de homicídio qualificado da mãe, em Grândola, distrito de Setúbal, ficou em prisão preventiva.

Segundo a Polícia Judiciária, o homem mantinha a mãe de 82 naos, há dois anos, “fechada em casa e confinada ao quarto de dormir, privada de alimentos, bebida e cuidados de saúde, assistindo impávido ao degradar do seu estado, até à falência total dos órgãos vitais e consequente morte, no passado sábado”, pode ler-se na nota partilhada esta segunda-feira pelas autoridades.

O detido foi presente a primeiro interrogatório judicial, onde lhe foi aplicada a medida de coação mais gravosa: prisão preventiva, avançou o Correio da Manhã.