Internacional

Pelo menos 70 pessoas morreram na explosão em Beirute, confirma ministro da Saúde libanês

Há mais de 3.000 feridos. 

O ministro da Saúde do Líbano, Hamad Hassan, afirmou, esta terça-feira, que a explosão na zona portuária do centro de Beirute provocou, pelo menos, 73 vítimas mortais, em declarações aos orgãos de comunicação nacionais, à porta de um dos hospitais que recebeu muitos dos afetados pela explosão. O ministro revelou ainda que há registo de 3.700 pessoas feridas até ao momento.

O diretor-geral da Segurança Geral do Líbano, Abbas Ibrahim, confirmou que as explosões podem ter tido origem em materiais explosivos confiscados e armazenados há vários anos na zona portuária. "Os agentes estão a realizar uma investigação e dirão qual é a natureza do incidente", acrescentou, afastando a teoria de que se possa tratar de um ataque ou bombardemento com origem em Israel.

O porto de Beirute, onde terão tido origem as explosões, foi isolado pelas forças de segurança. O incidente deixou um rastro de destruição e levou o primeiro-ministro libanês, Hassan Diab, a declarar um dia de luto nacional na quarta-feira.

notícia atualizada às 23h00