Desporto

Governo diz que não vai abrir portas dos estádios ao público para depois ter "de as fechar"

"O que este Governo não quer que aconteça é estar a promover o regresso do público aos estádios e depois ter de voltar a fechar as portas".

Pedro Siza Vieira, ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, disse, esta quarta-feira, que o Governo está a trabalhar para que público possa regressar aos estádios de futebol. No entanto, recusou apontar uma data, lembrando que este é um passo que deve ser dado com prudência para que não haja um recuo.

"O Governo não tem uma resposta sobre como e quando os adeptos poderão voltar aos estádios. É um trabalho que está a ser feito entre os organizadores das competições desportivas, em particular do futebol, a secretaria de Estado do Desporto e as autoridades de saúde. Temos de avaliar bem a situação sanitária”, disse o ministro, na conferência ‘Futebol Profissional e Economia Pós-Covid-19’.

“Quem vai determinar quando é que os jogos de futebol podem voltar a ter público é a situação: tudo depende da evolução”, acrescentou.

"O que este Governo não quer que aconteça é estar a promover o regresso do público aos estádios e depois ter de voltar a fechar as portas. Veja-se o que aconteceu em Espanha, que fez um desconfinamento alargado e agora tem que voltar a estabelecer restrições. Não queremos que isso aconteça em Portugal, porque seria ainda pior”, considerou.