Internacional

Beirute regista 137 mortos e mais de cinco mil feridos na sequência das explosões no porto

Há ainda, pelo menos, cem pessoas desaparecidas.

As explosões que ocorreram, esta terça-feira, no porto de Beirute, terão provocado, até agora, 137 mortos e mais de cinco mil feridos. Segundo o ministro da Saúde libanês, Hamad Hassan, disse hoje, há, pelo menos, cem pessoas que continuam desaparecidas.

Um novo balanço será feito ainda esta quinta-feira, ao final do dia. O governante afirmou ainda que estão a ser feitos contactos com países árabes de forma a garantir ajuda médica no país e que as autoridades libanesas estão a instalar hospitais de campanha. Também as buscas continuam, na tentativa de encontrar sobreviventes nos escombros.

As explosões, que decorreram durante a tarde de terça-feira, ocorreram, segundo as autoridades, devido à explosão de 2.750 toneladas de nitrato de amónio, que se encontravam armazenadas no porto de Beirute. Cerca de 300 mil pessoas ficaram sem casa e os danos materiais poderão atingir um valor entre 2,5 e 4,5 milhões de euros.

Esta quarta-feira, o Conselho de Ministros libanês declarou estado de emergência em Beirute e decidiu colocar todos os funcionários responsáveis pelo porto desde 2014 em prisão domiciliária. Foi ainda declarado luto nacional de três dias, que termina esta sexta-feira.