Internacional

Índia regista o maior número de óbitos diário por covid-19 desde o início da pandemia

Estão registados no país quase dois milhões de pacientes infetados com o novo coronavírus.

A Índia registou, esta quarta-feira, 904 mortes, o número mais elevado de mortes registadas num dia. Nas últimas 24 horas, o país diagnosticou mais 56.282 casos de covid-19, elevando o total de pacientes infetados com o novo coronavírus para 1.967.700.

Desde o início da pandemia, já morreram 40.600 pacientes com covid-19. Da totalidade de mortes, 20 mil ocorreram no último mês.

Nas últimas 24 horas, também Goa, um dos estados onde menos casos de covid-19 foram registados, atingiu um novo recorde no número de casos diários ao registar 348 novos pacientes infetados com o novo coronavírus. Neste estado, registaram-se, desde o início da pandemia, 7.422 casos de covid-19 e 64 mortos – dos quais quatro se registaram nesta quarta-feira.

Maharashtra, Tamil Nadu e Andhra Pradesh são os estados indianos mais atingidos pela pandemia.

Após último balanço, o responsável do departamento de Goa da Associação Médica Indiana (IMA, na sigla em inglês), Samuel Arawattigi, manifestou preocupação com o aumento das mortes em Goa, aumento que justificou pela falta de especialistas e de equipamento médico no hospital de Margão, segundo o jornal Navhind Times, que cita um comunicado do IMA. Já um estudo da Universidade de Stanford divulgado esta semana tinha colocado a antiga colónia portuguesa os piores dez estados na Índia a notificar casos de covid-19.

O estudo alerta para a "forte disparidade na qualidade dos relatórios de dados da covid-19" nos vários estados da Índia, com os investigadores a defender a criação de "uma agência central para monitorizar e auditar a qualidade da informação fornecida pelos estados".

A Índia é o terceiro país do mundo com um maior número de infetados com covid-19 registados, logo a seguir aos Estados Unidos e ao Brasil. Esta quinta-feira, o número de infetados registados ultrapassou a barreira dos 19 milhões. Mais de 711.853 morreram devido à doença.