Internacional

Turista partiu estátua do século XIX ao posar para foto e agiu como se nada tivesse acontecido | Vídeo

Apesar de se aperceber dos estragos, o homem acabou por abandonar o local e reagiu como se nada tivesse acontecido.

Turista partiu estátua do século XIX ao posar para foto e agiu como se nada tivesse acontecido | Vídeo

Um homem, de 50 anos, foi identificado pela polícia italiana após danificar uma estátua com 200 anos num museu no norte de Itália, enquanto posava para uma fotografia.

O homem, de nacionalidade austríaca, danificou uma escultura neoclássica de Pauline Bonaparte, recriada em tamanho real por António Canova.

As imagens, captadas pelas câmaras de videovigilância no passado dia 31 de julho, mostram o homem no Gypsotheca Antonio Canova, também conhecido como Museu Canoviano, a saltar para a base da estátua para tirar uma fotografia. Contudo, acaba por danificar a obra de arte.

Apesar de se aperceber dos estragos, o homem acabou por abandonar o local e reagiu como se nada tivesse acontecido.

De acordo com a polícia, três dedos da estátua ficaram partidos. Os responsáveis do museu revelaram ainda que o homem fazia parte de um grupo de oito turistas que visitava o museu e pediram que este seja responsabilizado.

Entretanto, o austríaco já emitiu uma carta onde pede desculpas pelo sucedido e se oferece para pagar os custos do restauro da obra. O homem alega ainda que se sentou na estátua, mas que, na altura, não "percebeu" os estragos que causou.  

Os comentários estão desactivados.