Sociedade

Centros de dia podem reabrir a partir do dia 15 de agosto mas de "forma faseada"

Para evitar situações de risco nos casos em que os centros de dia funcionam em conjunto com outras respostas sociais, a Confederação Nacional de Instituições de Solidariedade apela a que não seja feita a reabertura do espaço para já.

Os centros de dia vão poder reabrir por todo o país, a partir de 15 de agosto, de forma faseada. De acordo com uma nota publicada, esta sexta-feira, no portal do Governo, a reabertura dos centros de dia "com funcionamento acoplado a outras respostas sociais" poderão acontecer mas estão dependentes de uma "avaliação das condições de reabertura, a realizar pela instituição, Instituto de Segurança Social, I.P. e autoridade de saúde local".

O Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social (MTSSS) lançou diversas orientações para que a reabertura dos centros de dia seja feita da forma mais segura possível. Segundo o padre Lino Maia, que preside o organismo, este guião já foi enviado para a Confederação Nacional de Instituições de Solidariedade (CNIS) de modo a que sejam aplicadas da melhor forma para a segurança dos utentes e funcionários. 

Para evitar situações de risco nos casos em que os centros de dia funcionam em conjunto com outras respostas sociais, a CNIS apela a que não seja feita a reabertura do espaço para já. Lino Maia garante que em caso de não ser possível a reabertura, o apoio continuará a ser prestado no domicílio dos utentes.