Vinagrete

Açores e Madeira

Será que infelizmente a diminuição de casos agora reportados não implica uma verdadeira redução, mas apenas uma nova forma de os reportar?! E quando não há diminuição, concluímos que nem valeu a pena este novo método, que não melhora em nada a nossa situação de saúde pública?

Será possível um Tribunal atacar os Açores e a Madeira por estarem a trabalhar melhor do que o Continente, para manterem os seus turistas, nestes tempos de Pandemia? E quem terá apresentado o recurso? Possível já foi. E é mesmo legal?

Talvez sim. Só não percebo que. apesar de tudo, o eleitorado mantenha este Governo, como parecem indicar as sondagens. Num país em que a ministra da Saúde é popularíssima apesar da chiadeira das suas declarações, e em que a directora-geral de Saúde, apesar de dizer numa altura uma coisa e depois a contrária, também o é. Para já não falar naquele terrível médico, que parece ser agora subdirector-geral de Saúde, e que lá temos de suportar, para mal dos nossos males.

Será que infelizmente a diminuição de casos agora reportados não implica uma verdadeira redução, mas apenas uma nova forma de os reportar?! E quando não há diminuição, concluímos que nem valeu a pena este novo método, que não melhora em nada a nossa situação de saúde pública? Será que é mesmo cada vez mais perigoso vir para Portugal? Valha-nos o empenho da Polícia, a aproveitar todos os interstícios da Lei para actuar em força. E quem o diz não é sequer o maior simpatizante da nossa Polícia (em condições mais normais).

 O ideal seria não ser necessário recuar como a aviação que, perante o medo da clientela a fugir, decidiu por si só agravar o funcionamento decidido com enorme ligeireza e ansiedade (económica) pelos governos, armados à ‘trumpice'.