Sociedade

GNR termina com festa ilegal que juntou mais de 200 pessoas em Almancil

"Os promotores do evento foram previamente alertados pela GNR para as medidas em vigor devido à pandemia COVID-19 e advertidos para não realizarem a festa", explica a GNR em comunicado.

A GNR interrompeu, no domingo, um festa privada ilegal, em Almancil, Loulé. Segundo um comunicado da GNR, a festa juntou mais de 200 pessoas depois de ter sido "amplamente divulgado pela empresa organizadora nas redes sociais".

As autoridades tomaram conhecimento da festa depois de terem sido realizadas várias denúncias, e o local da festa foi apurado. De acordo com a nota, a entrada no evento era "exclusiva a clientes com reserva de mesa e a localização transmitida apenas 12 horas antes do seu início, contando com diversos artistas convidados."

"Os promotores do evento foram previamente alertados pela GNR para as medidas em vigor devido à pandemia COVID-19 e advertidos para não realizarem a festa. Para além disso, foi solicitado parecer à Autoridade de Saúde, que foi negativo, por não estarem salvaguardadas todas as medidas preventivas, de proteção e segurança exigíveis para um evento daquele género", explica a GNR, que terminou com a festa, tendo identificado os organizadores. Os factos foram remetidos ao Tribunal de Loulé.