Economia

Portugal emite 1250 milhões em duplo leilão de bilhetes do tesouro

Portugal colocou esta quarta-feira 950 milhões de euros em bilhetes do tesouro a 11 meses e 300 milhões de euros a três meses, conseguindo o montante máximo indicativo de 1250 milhões de euros e financiando-se a taxas negativas.

Portugal colocou esta quarta-feira 950 milhões de euros em bilhetes do tesouro a 11 meses e 300 milhões de euros a três meses, conseguindo o montante máximo indicativo de 1250 milhões de euros e financiando-se a taxas negativas.

No duplo leilão da Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) foram colocados 950 milhões de euros em títulos com maturidade a 16 de julho de 2021, com uma taxa de -0,473%. A procura mais do que duplicou a oferta, superando o rácio registado na emissão comparável de julho (1,92 vezes).

O IGCP emitiu ainda 300 milhões de euros em títulos com maturidade em 20 de novembro de 2020 (três meses), com uma yield de -0,501%. A taxa conseguida no leilão esta quarta-feira é a mais reduzida desde agosto do ano passado (-0,583%). A procura por títulos a 3 meses superou a oferta em 3,93 vezes, abaixo do rácio de 6,27 vezes registado no leilão de julho.