Política A Sério

Só faltava esta

Não conheço bem os outros casos, mas este parece-me bastante claro: as autoridades angolanas usaram Rui Pinto como correia de transmissão da passagem de documentos para a comunicação social. 

Rui Pinto foi posto em liberdade, com casa paga pelo Estado e protegido por guarda-costas da PSP, à luz de uma lei de ‘proteção de testemunhas’.

E isto porque se prontificou a colaborar com a Polícia.

Mas não poderia colaborar com a Polícia na prisão?

Para divulgar os segredos de que diz ser proprietário tinha de ir para uma casa?

E não estaria na prisão mais seguro? 

Não faria mais sentido para todos Rui Pinto aguardar julgamento onde estava do que ir enfiar-se numa casa secreta protegido por agentes?

 

Rui Pinto é acusado de um enorme rol de crimes, todos relacionados com a pirataria informática.

Diz-se que entrou no sistema de um banco e tentou (ou conseguiu) desviar dinheiro.

Também se dedicou a denunciar situações menos claras relacionadas com o futebol, envolvendo o Sporting e o Benfica.
E recentemente divulgou documentos sobre Isabel dos Santos e a Sonangol.

Não conheço bem os outros casos, mas este parece-me bastante claro: as autoridades angolanas usaram Rui Pinto como correia de transmissão da passagem de documentos para a comunicação social. 

Se fosse Angola a apresentar a documentação aos jornalistas, estes ficariam de pé-atrás; mas sendo Rui Pinto a passá-los, todos acreditaram que os documentos eram autênticos, que foram apanhados por acaso e que a sua divulgação foi desinteressada.

 

Leia o artigo na íntegra na edição impressa do SOL. Agora também pode receber o jornal em casa ou subscrever a nossa assinatura digital.