Desporto

Miguel Oliveira: 2.º round na Áustria

Depois da queda no Grande Prémio da Áustria, na quarta etapa do Mundial, o piloto português mostra-se motivado para a corrida na Estíria, novamente no circuito austríaco.

A segunda temporada de Miguel Oliveira (KTM) no Mundial de MotoGP tem sido verdadeiramente de altos e baixos. Depois de ter brilhado na primeira etapa da prova, com um oitavo lugar no Grande Prémio de Espanha, igualando à data o seu melhor resultado de sempre na categoria rainha do motociclismo mundial, o piloto almadense não conseguiu terminar a segunda corrida, em Jeréz, após uma queda logo na primeira curva. 

A desilusão na despedida do país vizinho acabou por ser rapidamente esquecida devido ao feito histórico conquistado na ronda imediatamente seguinte. Já na República Checa, onde foi realizada a terceira ronda, Miguel Oliveira voou para o sexto lugar, alcançando a melhor posição de sempre da sua carreira. 

Num ano em que a temporada de MotoGP acontece a um ritmo frenético, devido às alterações de calendário provocadas pela pandemia de covid-19, a prova viajou até à Áustria no último fim de semana, que ficou marcado por nova queda do piloto luso. 

Num grande prémio marcado por vários acidentes, Miguel Oliveira caiu a 12 voltas do final e, sem pontuar, caiu também duas posições na classificação geral, passando de 12.º para 14.º.

Este domingo, o português regressa às pistas no Grande Prêmio da Estíria (5.ª etapa), mais uma vez no circuito austríaco de Spielberg.

«Depois do desapontamento da prova anterior, espero apenas terminar a corrida, somar bastantes pontos para mim e para a equipa de forma a que possamos terminar estas três rondas [consecutivas] de forma positiva e manter-nos fortes e motivados para o que ainda falta de campeonato», disse o jovem natural de Almada, revelando sentir-se «bastante animado».

Também o patrão da equipa onde corre o portuguès (KTM Tech 3), o francês Hervé Poncharal, lamentou o «desfecho agridoce» do último fim de semana. «Não vejo o que nos pode impedir de conseguir um resultado muito melhor este fim de semana», rematou. 

Dupla jornada em Portimão?
Esta vai ser garantidamente uma época especial para Miguel Oliveira, uma vez que vai fechar a temporada 2020 em casa, depois de ter sido confirmada a etapa derradeira do Mundial de Moto GP em Portimão, no próximo mês de novembro. 
Aliás, nos últimos dias a imprensa internacional desportiva tem avançado com a hipótese de o Autódromo Internacional do Algarve (AIA), em Portimão, ser, afinal, palco de uma dupla jornada. Com o aumento de casos de covid-19 em Espanha, onde estavam previstas novas etapas neste Mundial, a Dorna Sports, responsável pela organização da prova, não descarta a possibilidade de realizar mais uma corrida em Portugal.