Vinagrete

Do obscurantismo à fama

Agora, quase eu lhe sei o nome, que na realidade não sei, até porque não tenciono votar nele. Mas é uma maneira de cair nas graças deste jornalismo político que por cá se faz agora.

por Pedro d'Anunciação

Um obscuro militante do PSD, que só os amigos mais íntimos e a família nuclear  conheciam, teve os seus minutos de fama com a passagem a um partido de extrema-direita.

Agora, quase eu lhe sei o nome, que na realidade não sei, até porque não tenciono votar nele. Mas é uma maneira de cair nas graças deste jornalismo político que por cá se faz agora.

É ver como outros partidos se esforçam por o imitar (CDS), sem parecerem entender que o eleitorado prefere os originais), ou reforçar (PSD), que não terão reparado não ter havido nada a dar-lhe maior seriedade do que a possibilidade de chegar ao Governo, mesmo (ou ainda que) a venha a recusar (o que só seria embaraçoso para quem teve a iniciativa de o integrar no sistema).