Desporto

Supertaça Europeia disputada em Budapeste vai ter adeptos nas bancadas

Lotação do estádio Puskas na Hungria está limitada pela UEFA a 30% da sua capacidade

A UEFA anunciou, esta terça-feira, que vai aproveitar a Supertaça Europeia em Budapeste para testar o regresso dos espetadores aos estádios de futebol, limitando, no entanto, a lotação a 30% da capacidade do espaço onde se realiza o jogo.

"Enquanto tem sido importante mostrar que o futebol pode prosseguir mesmo em tempos difíceis, sem adeptos, a modalidade perdeu parte da sua essência. Esperamos utilizar a Supertaça Europeia, em Budapeste, como um teste que possa permitir o regresso gradual dos adeptos aos nossos jogos", disse o presidente da UEFA, Aleksander Ceferin.

O jogo, no qual o Bayern de Munique, campeão da Champions , defronta o Sevilha, vencedor da Liga Europa, está marcado para 24 de setembro e será o primeiro com público desde o início da pandemia no continente.

"Estamos a trabalhar em conjunto e de forma próxima com a federação e o governo húngaros para implementar medidas que garantam a saúde de todos os envolvidos no jogo. Não vamos colocar em risco a segurança das pessoas", acrescentou o dirigente.

Sublinhe-se que o estádio Puskas, que vai acolher a partida, tem capacidade para 65 mil pessoas, pelo que a lotação para este ensaio pouco ultrapassará as 20 mil.

Por outro lado, o Comité Executivo da UEFA reiterou que, "até ordem em contrário", todos os outros encontros internacionais serão disputados à porta fechada.