Internacional

Mais de uma dezena de golfinhos mortos dão à costa depois do derrame de petróleo nas Maurícias

Descoberta é "apenas o início", alerta especialista.

Pelo menos 13 golfinhos foram encontrados mortos nas praias da costa sudeste das ilhas Maurícias, o local mais afetado pelo derrame de combustível do navio MV Wakashio.

Esta manhã residentes da região da Grand-Sable viram os corpos de seis golfinhos na praia, e outros tantos a flutuar no mar, pouco depois as autoridades confirmavam a morte dos 13 mamíferos marinhos.

Segundo o oceanógrafo Vassen Kauppaymuthoo os golfinhos morreram devido “à toxicidade da água”. Em declarações ao jornal local, Le Mauricien, citadas pela agência Efe, o especialista sublinhou que a descoberta dos 13 corpos é “apenas o início” das consequências do derrame de petróleo do navio que encalhou em 25 de julho nos recifes de Pointe-d'Esny, no sudeste da ilha.

“Os produtos tóxicos que contaminaram o mar são um veneno muito poderoso. É provável que haja vários efeitos a longo prazo em toda a biodiversidade marinha”, acrescentou Vassen Kauppaymuthoo.