Internacional

Mãe partilha fotografia de filho a chorar durante aula online: "Ele está a chorar porque está frustrado"

Outra das situações para que Jane alerta é a pressão sobre os pais e encarregados de educação no apoio às crianças, agora que estas estão em casa o tempo todo


Jana Coombs utilizou as redes sociais para mostrar a sua posição sobre o ensino à distância, depois de ter visto o seu filho de cinco anos chorar durante uma aula online em frente ao computador, o que segundo a progenitora se deve à frustração com a dificuldade em aprender com o novo método de ensino provocado pelo aparecimento do novo coronavírus. 

"Este é o meu filho a chorar! Ele está a chorar porque está frustrado. Frustrado porque um aluno da pré-escola não aprende bem à distância", escreveu a mulher que reside no estado norte-americano da Geórgia na legenda da imagem de uma criança a limpar as lágrimas à camisola. "Só tirei esta foto porque quero que as pessoas vejam a realidade", explica ainda. 

Outra das situações para que Jane alerta é a pressão sobre os pais e encarregados de educação no apoio às crianças, agora que estas estão em casa o tempo todo. "Fazer malabarismos com uma família, ter um filho em casa, receber 5.000 e-mails por dia de todos os seus professores, tentar acompanhar ... aplicações diferentes, códigos diferentes, plataformas diferentes, alguns links não funcionam", desabafou durante uma entrevista à televisão local WXIA.

"Eu espero que quem apoia o início das aulas em setembro tenha compaixão e bom-senso, porque estes miúdos precisam de voltar à escola", concluiu. 

A maioria das escolas do país decidiu começar o ano letivo totalmente online, mas algumas escolas voltaram a aceitar receber alunos em tempo integral. Outras estão a experimentar fazer uma mistura dos dois.