Sociedade

Madeira lembra Reino Unido que a sua situação epidemiológica é diferente da registada em Portugal continental

"É da mais elementar justiça que se faça esta distinção, aliás, recomendada pela Comissão Europeia já no mês de maio, para que os países tenham o cuidado de informar internacionalmente qual a situação que caracteriza cada uma das suas regiões", defendeu o secretário de Estado do Turismo do arquipélago.

O Governo da Madeira reforçou ao Governo britânico que a situação epidemiológica no arquipélago é diferente da registada em Portugal continental.

"Perante as notícias que têm vindo a público, que a evolução epidemiológica verificada em Portugal continental poderá pôr em risco o entendimento do Governo inglês relativamente a este destino turístico para os cidadãos ingleses, a Madeira diligenciou de imediato um reforço da comunicação", declarou o secretário regional do Turismo do arquipélago.

A informação, que foi enviada por carta, surge no dia em que surgem as notícias de que poderá haver uma exclusão de Portugal dos corredores aéreos do Reino Unido.

Eduardo Jesus sublinhou que o objetivo desta comunicação é "a clarificação da situação epidemiológica na Região Autónoma da Madeira" junto do governo britânico, "para que as decisões que possa tomar já esta semana tenham em consideração a situação regional".

"É da mais elementar justiça que se faça esta distinção, aliás, recomendada pela Comissão Europeia já no mês de maio, para que os países tenham o cuidado de informar internacionalmente qual a situação que caracteriza cada uma das suas regiões", defendeu, acusando o Governo de não ter sido capaz de distinguir “a realidade da Madeira face à de Portugal continental”, algo que o governante diz ter prejudicado o arquipélago.

"Ficámos reféns da situação nacional durante um largo período de tempo e só vimos os corredores abertos e sem restrições às viagens quando também assim foi entendido para Portugal continental", lembrou.