Sociedade

GNR detém homem e mulher por violência doméstica no Porto

As detenções ocorreram a semana passada.

A GNR do Porto deteve, na semana passada, um homem e uma mulher por violência doméstica.

Em comunicado, a autoridade explica que no primeiro caso, o suspeito, com 23 anos, foi detido no âmbito de uma investigação, na qual ficou provada que o agressor, "toxicodependente e com antecedentes criminais", proferiu "injúrias e ameaças de morte" à sua ex-companheira, de 30 anos, em Matosinhos.

De acordo com a GNR, ficou provado que para além das agressões verbais o homem também agrediu fisicamente a ex-companheira durante o relacionamento, que durou dois anos. Foi após a separação que a mulher "começou a ser perseguida persistentemente, junto da sua residência, pelo suspeito que a ameaçou de morte, exibindo-lhe armas de fogo, o que originou um mandado de detenção".

No que diz respeito ao segundo caso, a GNR deteve uma mulher, com 50 anos, por agressões ao companheiro, de 33 anos, em Vila Nova de Gaia. À semelhança do primeiro caso também esta relação durou cerca de dois anos e, para além de injúrias e ameaças de morte, a alegada agressora terá chegado "a desferir um golpe com uma faca de cozinha" na vítima, tendo o companheiro ficado ferido na perna. De acordo com a nota da GNR, o homem "vivia num clima de medo, pois já antes tinha sido alvo de um episódio idêntico que não denunciou, pelo que foi emitido um mandado que culminou na detenção da suspeita”.

Os dois suspeitos foram presentes ao Tribunal de Instrução Criminal de Matosinhos e do Porto, a 26 e 27 de agosto, respetivamente. Aos dois foram aplicadas as medidas de coação de termo de identidade e residência, afastamento da residência das vítimas, proibição de as contactar por qualquer meio e proibição de se aproximarem dos locais habitualmente frequentados por estas.