Internacional

Ex-embaixador vai formar Governo no Líbano

Mustafa Adib, mal foi nomeado, decidiu visitar o bairro de Gemmayzeh, o mais próximo do porto. Acabou por ser corrido aos gritos de "revolução, revolução".

O ex-embaixador do Líbano na Alemanha, Mustafa Adib, recebeu o apoio da maioria dos deputados libaneses para formar Governo, esta segunda-feira. Num país dividido entre confissões religiosas, Adib recebeu apoio dos xiitas do Hezbollah e do Amal, dos sunitas do Movimento Futuro, do antigo primeiro-ministro Saad Hariri, e de alguns blocos mais pequenos. 

A tarefa do novo primeiro-ministro é tudo menos fácil. Tem nas mãos um país que enfrenta uma brutal crise económica, bem como um surto de covid-19, no rescaldo da gigantes explosão que destruiu o porto de Beirute. Face ao descontentamento, Adib tem a vantagem e a desvantagem de não ser um rosto conhecido da classe política libanesa, cada vez mais odiada pela população. 

A primeira coisa que Adib fez mal recebeu a nomeação foi visitar o bairro de Gemmayzeh, o mais próximo do porto e mais devastado pela explosão. De gravata, camisa imaculadamente branca e máscara, o novo primeiro-ministro tentou interagir com a população, rodeado por alguns guardas, mas foi rodeado de gritos de “revolução, revolução!”. Acabou por ir para o carro e sair da zona a acelerar, segundo o site noticioso Naharnet.