Sociedade

Festa do Avante em destaque no jornal The New York Times

Evento é apresentado como uma exceção na Europa.

A realização da Festa do Avante em Portugal merece notícia em vários jornais internacionais, que a veem como uma exceção numa Europa com grandes ajuntamentos proibidos.

“O Partido Comunista Português recebe o OK para evento com 16.500 pessoas", lê-se no título da notícia publicada esta segunda-feira no The New York Times.

A notícia está assinada pela agência Associated Press e foi publicada no dia em que é conhecida a lotação máxima diária, imposta pela DGS, de 16.500 pessoas, um número "anormalmente alto para ajuntamentos na Europa durante a pandemia de coronavírus", lê-se no artigo.

A publicação da notícia por um dos jornais mais conhecidos do mundo não passou despercebida ao deputado Nuno Melo, que partilhou o artigo no Twitter.

"A festa do Avante a surpreender o mundo. Parabéns camaradas", escreveu de forma irónica.

No artigo publicado pelo New York Times é também referido que a realização da rentrée comunista acontece mesmo depois de ter havido contestação de muitos setores da sociedade, que criticam as autoridades de saúde por terem impedido ou cortado o número de pessoas na realização de vários eventos e de agora permitirem um ajuntamento desta dimensão.